Cepan completa 21 anos de trajetória pela conservação da biodiversidade brasileira

Postado em 27/09/2021

São mais de 50 projetos realizados pela instituição de 2000 a 2021, no quais a instituição confere soluções científicas em diversas áreas para conservar os biomas nativos. Na imagem, toneladas de sementes que foram coletadas para ações de restauração na Paraíba este ano.

O compromisso do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan) com a conservação e a recuperação ambiental se renova neste 26 de setembro, dia em que a instituição completa 21 anos de existência. Lembrar a data é revisitar uma trajetória exitosa de mais de 50 projetos realizados, atividades através das quais a instituição dribla as adversidades e reitera sua missão de existir – gerar e divulgar soluções estratégicas para a conservação da biodiversidade brasileira.

No currículo institucional constam 56 projetos realizados entre 2000 e 2021. Só na última década, de 2010 para cá, a instituição cumpriu uma agenda média de 4 projetos por ano. Nas atividades figuram ações que vão do planejamento à gestão e execução de projetos de restauração florestal, além de capacitações, estudos e diagnósticos técnicos, criação de áreas protegidas, articulação em políticas públicas relacionadas ao setor, entre outras especificidades.

Em 2017, o Cepan atingiu a marca de 11 projetos em realização em um único ano. Resultado de um empenho sólido, calcado na ciência e no conhecimento técnico. Como instituição sem fins lucrativos, o Centro de Pesquisas capta recursos através de editais e seleções públicas e privadas. Ano após ano, a seriedade e o compromisso com os trabalhos feitos agregou uma extensa rede de apoiadores, que vão desde órgãos públicos nacionais até iniciativas internacionais que incentivam ações de restauração florestal ao redor do mundo. 

 


Confira testemunhos de colaboradores que fazem esses 21 anos de existência do Cepan

 

Nascido e sediado no Recife-PE, o Cepan passou de uma movimentação formada por professores-pesquisadores e estudantes de pós-graduação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) para se tornar hoje uma instituição referendada em conservação ambiental, com respaldo nacional e internacional. As atividades começaram em Pernambuco, vindo a se estender posteriormente para outros estados do Nordeste e depois para parte do Sudeste. Atualmente, as ações atendem três importantes biomas brasileiros – Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, além do Sistema Costeiro-Marinho, abrangendo áreas litorâneas, restingas e manguezais.

Entre 2020 e 2021, a instituição enfrentou, assim como o mundo inteiro, os impactos negativos da pandemia da Covid-19. O Cepan interrompeu as atividades presenciais e aderiu ao teletrabalho, que abriu portas para desenvolver expertise no mundo virtual. Mesmo com o cenário desafiador deste biênio, a instituição conseguiu dar seguimento a 14 projetos, que beneficiam, direta e indiretamente, áreas degradadas em Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Ceará, Piauí, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. 

As atividades remotas abriram caminho para a criação de uma agenda formativa voltada especialmente ao Ensino à Distância (EAD). Através do Núcleo de Formação em Ciência & Tecnologia Ambiental do Nordeste – braço formativo do Cepan fundado em 2012 – foram realizadas dezenas de capacitações on-line, reunindo profissionais de todo o Brasil em torno de temas caros à conservação de ecossistemas. O virtual também se incorporou à rotina de trabalho da equipe do Centro de Pesquisas, que vem operando paralelamente com escritórios no Recife-PE e em Governador Valadares-MG.

Com o abrandamento do cenário de pandemia, o Cepan espera o início de uma nova fase, mais próspera para o planeta, mais sintonizada com a preservação da biodiversidade. Com o retorno gradual da economia e atividades presenciais, a instituição intenciona angariar mais parceiros e oportunidades, de modo a seguir trabalhando por um futuro ecologicamente equilibrado, um planeta mais bem cuidado e com uma vida mais sustentável para as futuras gerações.

 

 

Conheça os principais projetos realizados pelo Cepan em 2021:

Recuperação de Áreas Degradadas na Chapada do Araripe (CE)

Restauração florestal via Semeadura Direta em Aracruz (ES)

Projeto de conectividade estrutural entre Sapé e Santa Rita (PB)

Campanha de Alavancagem a Projetos de Restauração Florestal, via Pacto da Mata Atlântica

Restauração florestal via Semeadura Direta em São João do Paraíso (MG)

Projetos executivos de restauração ecológica em Serro Azul (PE)

Estruturação da Rede de Sementes e Mudas da Bacia do Rio Doce (MG)

Identificação de oportunidades ecológicas e econômicas na paisagem Murici-Urubu (PE-AL)

 


Todas as notícias...