Segurança Florestal: Cepan leva conceito à revista Nature Sustainability

Postado em 02/10/2020

Artigo coescrito por pesquisadores da instituição junto a universidades nacionais e internacionais apresenta estudo inovador sobre conservação florestal no semiárido brasileiro 

A promoção da sustentabilidade na Caatinga, bioma tipicamente brasileiro, ganha um novo capítulo com participação direta do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan). No último 14 de setembro, um artigo publicado na Nature Sustainability, revista científica de renome mundial, apresenta embasamento técnico e traz contribuições de membros da instituição e de pesquisadores de universidades nacionais e internacionais em prol de um movimento inovador pela conservação da biodiversidade no Brasil. 

O artigo é fruto de uma pesquisa incentivada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) que avalia o potencial da conservação florestal como componente para gerar sustentabilidade na Caatinga. Intitulado “Adicionando Florestas ao Nexo Água-Energia-Alimento” (traduzido livremente do inglês “Adding forests to the water–energy–food nexus”), o estudo considera o conceito de Segurança Florestal como elemento estratégico para assegurar os meios de vida da população do bioma através dos serviços ecossistêmicos.

“Aprendemos que florestas prestam serviços que são a base para as seguranças alimentar, energética e hídrica das populações. Portanto pensamos que a ‘Segurança Florestal’ deve ser um conceito adotado no planejamento de políticas públicas que busquem alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU)”, explica Felipe Melo, pesquisador da UFPE à frente do estudo e um dos autores do artigo.

Publicado em versões inglês e português, o texto apresenta princípios-chave e fundamentos que atestam que a proteção de recursos naturais e do bem estar humano pode crescer com a inserção de um quarto pilar – a Segurança Florestal. Transformando a já conhecida abordagem Nexus em pirâmide, o conceito visa oferecer um sistema mais sólido de proteção da soberania dos serviços oferecidos pelos ecossistemas nativos do Brasil. 

Do ponto de vista socioeconômico, também há benefícios. Com a proteção das florestas, o conceito considera também o papel da sociedade nas gestões ambientais participativas, que podem gerar oportunidades de negócio sintonizadas com o uso consciente dos recursos naturais. “Florestas e outros ecossistemas não florestais são tão importantes para o bem estar humano quanto renda, educação, segurança… Florestas são a base do desenvolvimento sustentável”, atesta Felipe.

O artigo também foi coescrito por Severino Ribeiro, Diretor e Presidente do Cepan, e Joaquim Freitas, coordenador de projetos da instituição, trazendo expertise para embasar o novo ponto de vista científico e propor mudanças na forma como o Brasil encara a Segurança Florestal. “Inserir essa nova dimensão dentro da proposição de políticas públicas e aproximar a Restauração de Paisagens Florestais (RPFs) ‘do mundo real’ é fundamental se quisermos acelerar o passo do alcance dos ODS”, aponta Severino. 

Esta foi a primeira vez que o Cepan viu um de seus projetos institucionais virar artigo na Nature. As pesquisas que subsidiam o documento têm sido apuradas há quase dois anos e seguem continuamente para nortear decisões inovadoras para proteger o semiárido brasileiro. “Juntos, coletamos e analisamos os dados da Caatinga, como uso do solo e mapeamento, e reorganizamos o material a fim de entender estatisticamente o significado desses dados e o que a própria floresta significa dentro do contexto de sustentabilidade da Caatinga. Foi uma experiência ímpar”, pontua Joaquim.

Além dos membros da equipe técnica do Cepan e da UFPE, também contribuíram com o artigo pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP); Lancaster University (Reino Unido); Universidad de la Frontera (Chile); University of Connecticut (Estados Unidos); e University of the Sunshine Coast (Austrália). Confira a publicação


Todas as notícias...